Notícias - PACIENTE INESPERADO: PINGUIM!

Nesta Sexta -feira, 7 de novembro, a Policial Militar Andrea foi chamada para resgatar um animal que estava sendo maltratado por algumas "pessoas" na Praia de Balneário Camboriú O Animal tratava-se de um pinguim de magalhães juvenil que estava estressado e machucado. Foi encaminhado a nossa Clínica para receber os primeiros cuidados e no sábado, pela manhã, foi encaminhado a Policia Militar Ambiental no Rio Vermelho, em Florianópolis, onde Policiais e a ong R3 Animal, em parceria, fazem um trabalho de recuperação e readaptação desses pinguins, devolvendo- os a natureza. Recomendações se você encontrar um Pinguim: 1- Nunca coloque o pingüim no gelo. Coloque-o numa caixa forrada com jornal. Procure mantê-lo seco e aquecido. O Pingüim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) vem das praias de areia e pedras do Uruguai, Argentina e Chile. Ele está adaptado a temperaturas entre 7° e 30°C. Se for colocado no gelo vai entrar em hipotermia, isto é, por causa do frio o metabolismo do animal vai baixar até ele morrer. Se estiver fazendo frio pegue duas garrafas plásticas de refrigerante cheias com água quente e enrole-as em bastante jornal. Coloque uma debaixo de cada asa do pingüim para esquentá-lo. Ele vai adorar. Mas, se estiver fazendo calor não use as garrafas. Se a temperatura dele subir demais também é perigoso, e ligue para a Policia imediatamente. 2 - Enquanto estiver lidando com o pingüim não aproxime muito o rosto. Se ele se assustar pode bicar e atingir os seus olhos. Cuidado com cachorros e crianças pequenas. 3 - Deixe o animal se acalmar por uma hora ou mais num local pouco iluminado e silencioso. Evite aglomeração de pessoas e não deixe que usem o “flash” das máquinas fotográficas. 4 - Prepare um pouco de soro caseiro (uma pitada de sal e três de açúcar num copo com água morna sem cloro) e procure hidratá-lo. Use um conta-gotas limpo ou uma seringa de plástico sem agulha. Ele deve beber cerca de 20 ml a cada duas horas mais ou menos. No primeiro dia o animal fica muito agitado e amedrontado e pode não aceitar a manipulação. Não force. Não o alimente. Continue tentando enviá-lo para um veterinário ou para a entidade responsavel. 5 - Para acalmar o pingüim procure coçar debaixo do bico, na região do pescoço e na nuca. Eles adoram. Procure agradá-lo, assim ele se acostuma com o seu toque e deixa de ter medo de você. Pingüins fazem amizade. É só dar um tempinho. 6 - Tenha pressa em entregá-lo a uma instituição com profissionais capacitados. Com o estresse da manipulação inicial, do cativeiro e da exaustão, a recuperação se dificulta. Por isso, ele deve ser encaminhado logo para uma instituição onde haja profissionais capacitados para cuidar deles. Além disso, ele é um animal gregário, isto é, vive em bandos de centenas de outros iguais a ele. A companhia de outros pingüins é importante.